O trabalho da Funed em resposta ao rompimento da barragem em Brumadinho

A Funed, através do Instituto Octávio Magalhães / Laboratório de Saúde Pública de Minas Gerais, vem desenvolvendo diferentes atividades em resposta ao rompimento da Barragem do Córrego do Feijão em Brumadinho. Entre outras ações, o Instituto trabalha no monitoramento ambiental, vigilância entomológica e epidemiologia molecular na região.

Entre os dias 11 e 15 de fevereiro, foi realizado inquérito entomológico por meio da captura de Culicídeos – família de insetos habitualmente chamados de muriçoca, mosquito ou pernilongo – na área de mata no entorno do rompimento da barragem em Brumadinho/MG pelo Núcleo de Entomologia do LACEN/MG – Funed. Esta ação resultará na identificação das espécies de vetores circulantes naquela área com posterior análise molecular, visando identificar a presença de vírus que causam febre amarela e também outras arboviroses como  dengue, zika e chikungunya, no município de Brumadinho/MG. O objetivo é entender o ecossistema do local e monitorar possíveis alterações no ambiente.

A equipe foi composta por quatro servidores distribuídos em duas equipes (Anderson Leite Palhares/João Batista da Silva e Cleider Rodrigues da Silva/Jorge Geraldo Martins). Os profissionais  atuaram na captura de mosquitos pelo método de puçá e capturador de castro, sendo acompanhados em todos os dias pelo biólogo do município.