Conheça a atuação da Funed no enfrentamento à tuberculose

No dia 24 de março é celebrado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose (TB), doença infectocontagiosa causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis que afeta principalmente os pulmões, mas também outras partes do corpo. A Fundação Ezequiel Dias (Funed) é o laboratório de referência para o diagnóstico da Tuberculose em Minas Gerais, sendo o único laboratório que realiza a identificação das espécies de micobactérias e o Teste de Susceptibilidade aos fármacos no estado.

Foto: ACS/Funed

Cláudio José Augusto, farmacêutico – bioquímico e Responsável Técnico pelo Diagnóstico de Micobactérias, explica que a Funed desempenha funções essenciais no combate à Tuberculose. “A Fundação é responsável pela realização de exames complexos já citados, organização da rede de laboratórios, capacitação dos profissionais, supervisão dos laboratórios da rede e participação no comitê estadual para combate à tuberculose junto à SES-MG”, detalha.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG), a doença é transmitida de pessoa para pessoa pelo ar, quando um doente tosse, espirra ou fala. A tosse com duração de três ou mais semanas é um dos principais sintomas, acompanhada ou não de febre ao final da tarde, suor noturno e emagrecimento. Na vigência desses sintomas, é importante a pessoa procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua casa para ser avaliada.

No dia 19 de março, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) lançou o novo Plano Estadual pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública em Minas Gerais. O programa apresenta uma série de propostas efetivas para o enfrentamento da doença no estado em diversas frentes e tem como meta central orientar as ações de vigilância, assistência e planejamento em saúde no controle da Tuberculose.

O lançamento aconteceu durante o II Workshop para o Controle da Tuberculose, que foi encerrado no dia 21 de março, em Belo Horizonte. A Funed participou do evento, juntamente com o Ministério da Saúde e de profissionais que atuam diretamente no controle da doença nas regionais de Saúde dos municípios considerados prioritários. A previsão é que o plano seja implantado ao longo da atual gestão, com o acompanhamento e cumprimento de metas e objetivos anuais.

Números da doença pelo mundo

Principal causa de morte na Europa e Estados Unidos até o século XX, a tuberculose continua sendo um grave problema de saúde pública mundial. Em 2006, foi considerada pela OMS como uma emergência global. A tuberculose é a doença infecciosa que mais mata jovens e adultos, ultrapassando o HIV/AIDS.

Estima-se que um terço da população mundial esteja infectado pela bactéria, que a cada ano registra aproximadamente 9,6 milhões de casos, sendo uma morte a cada 21 segundos. No Brasil são registrados aproximadamente 67 mil novos casos e 4,5 mil óbitos por ano (13 brasileiros morrem em média todos os dias de tuberculose). Minas Gerais é o estado com o 5º maior número de casos da doença no país, tendo notificado 4.233 casos e 232 óbitos em 2018. Ao todo, 549 municípios mineiros tiveram pelo menos um caso de tuberculose no ano passado.

O diagnóstico e o tratamento da tuberculose são realizados pelo SUS. A doença tem cura e, para o êxito do tratamento, é importante que o paciente tome os medicamentos de forma regular e pelo tempo previsto de seis meses.

O Dia 24/3 foi lançado em 1982 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela União Internacional Contra a Tuberculose e Doenças Pulmonares, uma alusão aos 100 anos do anúncio do descobrimento do bacilo causador da doença, ocorrido em 24 de março de 1882, pelo médico Robert Koch.

Texto: Daniel Nolasco

Veja mais notícias de: Destaque

Publicado em: 25 de março de 2019 - 10:12