Doenças emergentes e reemergentes

Na próxima segunda, 29/4, o Mestrado em Biotecnologia da Funed terá palestra da docente Sílvia Catarina Salgado Oloris, analista e referência técnica do Laboratório de Raiva, do Serviço de Virologia e Riquetsioses/IOM, sobre os desafios do diagnóstico laboratorial das doenças emergentes e reemergentes. Na linha de pesquisa “Bioensaios e Métodos de Diagnóstico”, do mestrado profissional, são realizados projetos concentrados na área de diagnóstico viral e de doenças transmitidas por carrapatos, de importância para a Vigilância Epidemiológica. “Daremos especial atenção à febre amarela, doença viral endêmica no Brasil, importante pela gravidade clínica e potencial de disseminação; e à doença da arranhadura do gato, causada pela bactéria do gênero Bartonella, negligenciada e crescente no mundo todo, caracterizada principalmente pela manifestação de doença linfoproliferativa em criança, além de meningoencefalite e endocardite em adultos”, esclarece Sílvia.

Sílvia é bacharel em Ciências Biológicas, com mestrado e doutorado em Patologia Experimental, pela Universidade de São Paulo. Realizou doutorado sanduíche em Fisiologia na Universidade de Poitiers, na França; e pós-doutorado em Imunologia, na Universidade do Colorado, nos Estados Unidos.

A palestra acontece às 13h, no auditório da DPD e é aberta ao público.