Perfil do viajante: Joana D´arc

O Ciência em Movimento está a caminho de Catas Altas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. E enquanto a equipe do Programa está na estrada, a gente conhece o time responsável por levar um pouco de ciência para os rincões de Minas. A terceira participante do Perfil do Viajante é Joana D’arc Saturnino, que atua na confecção e manutenção dos materiais que são usados nas exposições durante as viagens.

Integrante da equipe fixa do Ciência em Movimento desde 2016, ela ajuda a disseminar o conhecimento e a paixão pela ciência nas cidades onde passa. “É muito gratificante porque a gente leva um pouco do nosso conhecimento, leva o nome da Instituição e também absorve um pouco da história do município”.

Aos 54 anos, Joana diz que integrar o Programa fez com que ela pudesse conhecer um pouco mais sobre o estado em que nasceu: “É uma oportunidade muito grande. Não conhecia nada de Minas Gerais, além de Belo Horizonte e São Pedro dos Ferros, que foi onde eu nasci”, diz. Agora, graças ao Ciência em Movimento, ela pôde conhecer mais de 30 cidades espalhadas por todos os cantos de Minas. Mas, apesar dessa possibilidade, quase sempre sente falta da sua casa: “Entrei no Programa com os filhos criados, então não tenho tanto problema. Mas, às vezes, dá saudade”, relata.

Mãe de dois filhos – um de 32 e uma de 23 anos –, Joana encontrou no Programa uma oportunidade de levar os conhecimentos que adquiriu ao longo dos anos dedicados à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para as cidades que, muitas das vezes, não têm a oportunidade de estarem perto de materiais tão importantes para o desenvolvimento da Ciência. “O que me motiva é que cada viagem é uma descoberta. Eu vou pra levar um pouco do meu conhecimento. Em algumas cidades existem professores que ficam muito encantados porque não têm acesso a um microscópio, por exemplo”, afirma.

Servidora da Funed desde 1988, ela começou trabalhando no Biotério. De lá pra cá, passou por mais dois setores até chegar a integrar o quadro de colaboradores do Programa. Com 30 anos de Fundação, ela demonstra muito amor ao falar sobre o trabalho que desenvolve . “Eu pretendo aposentar no ano que vêm e gostaria muito de deixar tudo muito bonitinho pra quem chegar continuar o meu legado dentro do Programa”, completa.

A próxima viagem do Programa Ciência em Movimento já tem cidade e data definidas: será em Macaé, no estado do Rio de Janeiro, de 6 a 10 de maio. Esta também será a primeira vez em que o Programa da Funed realiza exposições fora do estado de Minas Gerais. Para esta viagem, Joana preparou uma casinha de barro para ilustrar a palestra sobre a doença de Chagas, trabalho que desenvolveu com o namorado, que também é servidor da Funed. “Nós demoramos 20 dias para terminar. Se não fossem as viagens, teríamos terminado bem antes”, conclui.

Acompanhe as publicações sobre o Ciência em Movimento e conheça um pouco mais sobre as pessoas que integram o Programa.

Joana D´arc. Foto: Daniel Nolasco

Veja mais notícias de: Destaque

Publicado em: 22 de abril de 2019 - 16:12