Visita do embaixador do Vietnã pode gerar acordos comerciais para a Funed

A Funed recebeu nessa terça-feira, 30/7, o embaixador do Vietnã no Brasil, Do Ba Khoa, que está em visita a Minas Gerais em busca de parcerias e projetos de cooperação econômica e científica. A comitiva foi recebida pelo presidente em exercício da Funed, Rodrigo Leite, e por representantes das quatro diretorias da Fundação. Na pauta da visita, uma apresentação dos trabalhos realizados pela instituição e conversas iniciais que podem vir a se tornar uma parceria entre a Funed e governo vietnamita.

“Nos últimos anos, nosso governo fez muitos esforços para alargar nossos acordos internacionais, inclusive com o Brasil. Hoje o país faz parte de um grupo de 29 parceiros comerciais prioritários do Vietnã. Nossos acordos comerciais superaram os US$ 4 bilhões em 2018, e o Vietnã é o quinto maior parceiro comercial do Brasil na Ásia, o maior no Sudeste Asiático”, afirmou o embaixador durante a vista. E completou: “Apesar da distância geográfica, nossas duas economias são complementares, precisamos um do outro. E estamos aqui em busca de oportunidades de cooperação”.

“Temos muito o que conversar, e que colaborar. Estamos abertos a projetos de cooperação, seja com as universidades, institutos de pesquisa ou a indústria farmacêutica do Vietnã”, respondeu Rodrigo Leite. Durante a reunião, ficou acertado que a Fundação enviará um portfolio de produtos e serviços de cada diretoria para a embaixada, para que a equipe vietnamita avalie as possibilidades de se firmar um protocolo de intenções, primeiro passo para a assinatura de um acordo de cooperação.

O Vietnã, um país com 96 milhões de habitantes, possui uma área que corresponde a 2/3 do estado de Minas Gerais. Hoje, é considerado a segunda economia mais aberta da Ásia, e seus interesses comerciais com o Brasil vão de café a produtos farmacêuticos. Não é à toa que a primeira pergunta de Do Ba Khoa ao presidente em exercício da Funed foi: “Quais são os planos de internacionalização das atividades da instituição?” Ao ouvir sobre os trabalhos realizados e as várias parcerias internacionais da Fundação, o embaixador se mostrou satisfeito, e mais ainda quando saiu para visitar a Funed: ele e sua comitiva conheceram o serpentário, a Unidade V e alguns laboratórios da DPD.

Participaram da reunião: pela DPD, a diretora Silvia Ligório Fialho e o pesquisador Marcos Mol; pela DI, a servidora Milena Magalhães; pela DIOM, a diretora Marluce Oliveira; e pela DPGF, a diretora Hilda Zschaber.

Veja mais notícias de: Geral

Publicado em: 30 de julho de 2019 - 16:01