Prêmio Carlos Ribeiro Diniz: conheça os ganhadores de cada categoria

A XII edição do Prêmio de Incentivo à Pesquisa Professor Carlos Ribeiro Diniz aconteceu, pela primeira vez, como parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da Funed. Trinta e dois estudantes concorreram, nas categorias de nível médio e graduação, apresentando seus projetos de pesquisa, em formato de pôster científico. A mostra dos banners aconteceu nos dias 23 e 24 de outubro, quando cinco trabalhos de cada categoria foram selecionados para a segunda fase, que foi uma apresentação oral, ocorrida nesta sexta-feira, 25/10.

Os trabalhos selecionados para a segunda fase foram:

Categoria nível médio

  • Um panorama dos acidentes com animais peçonhentos no Brasil e o caso do escorpionismo em Minas Gerais, de Daniel Benevides;
  • Identificação de agrotóxicos em folhas de maracujá comercializadas no Mercado Central de Belo Horizonte, de Ana Paula Ferreira da Cruz;
  • Primeiro registro de um possível ninho compartilhado de Atractus pantostictus (Serpentes: Dipsadidae), de Juliano Eymar Abreu Lopes Silva;
  • Plantas tóxicas na Funed, de Lara Martins Lacerda;
  • Investigação de origem botânica das cargas polínicas de abelhas Apis mellifera (Hymenoptera, Apidae) em vegetação de Mata Seca, de Rayane Lopes Azevedo.

Categoria nível graduação

  • Atividade leishmanicida de derivados sintéticos de quinolina, de Lucas Campos Pereira;
  • Análise da ação antitumoral in vitro de derivados chalconas em linhagens tumorais humanas, Hizana Ricci Gontijo Hadad;
  • Desenvolvimento de métodos de cromatografia líquida preparativa para obtenção de padrões das proteínas encontradas nos soros hiperimunes, Valtair Severino dos Santos Júnior;
  • Análise proteômica do veneno de Bothrops brazili (Hoge, 1954), Juliana Rodrigues Moraes;
  • Aranhas de Minas Gerais, Mariana Alves Lima.

As apresentações orais aconteceram na parte da manhã, para a banca examinadora, composta por pesquisadores externos. Na parte da tarde, na cerimônia de encerramento do Prêmio, foi apresentada a palestra “Visualizando a resposta imunológica in vivo na saúde e na doença”, com o doutor em farmacologia Gustavo Batista de Menezes, professor da UFMG. Ao final da palestra, Dr. Gustavo deixou uma mensagem aos futuros cientistas. “A ideia de mudar o mundo é irreal. Mudar o mundo é muita coisa! Mudar a cabeça dos jovens, para que sejam críticos e questionadores é o que me inspira. Acredito que a ciência seja a melhor vacina para tornar pessoas imunes às mazelas da vida”, disse. Após a palestra, o primeiro, segundo e terceiro colocados de cada categoria receberam o cheque simbólico da diretora da DPD, Sílvia Ligório e do vice-presidente da Funed, Rodrigo Leite. Os quarto e quinto colocados receberam Menção Honrosa pela participação.

Os vencedores do XII Prêmio Carlos Ribeiro Diniz foram:

Categoria nível médio

1º lugar – Um panorama dos acidentes com animais peçonhentos no Brasil e o caso do escorpionismo em Minas Gerais, de Daniel Benevides. Orientadora Clara Guerra.

2º lugar – Identificação de agrotóxicos em folhas de maracujá comercializadas no Mercado Central de Belo Horizonte, de Ana Paula Ferreira da Cruz. Orientadora: Carolina Moreira.

3º lugar – Plantas tóxicas na Funed, de Lara Martins Lacerda. Orientadora Vera Almeida.

4º lugar (Menção Honrosa) – Primeiro registro de um possível ninho compartilhado de Atractus pantostictus (Serpentes: Dipsadidae), de Juliano Eymar Abreu Lopes Silva. Orientadora Giselle Cotta.

5º lugar (Menção Honrosa) – Investigação de origem botânica das cargas polínicas de abelhas Apis mellifera L. (Hymenoptera, Apidae) em vegetação de Mata Seca, de Rayane Lopes Azevedo. Orientadora Paula São Thiago.

Categoria nível graduação

1º lugar – Análise da ação antitumoral in vitro de derivados chalconas em linhagens tumorais humanas, Hizana Ricci Gontijo Hadad. Orientadoras Luciana Silva e Christine Contigli.

2º lugar – Desenvolvimento de métodos de cromatografia líquida preparativa para obtenção de padrões das proteínas encontradas nos soros hiperimunes, Valtair Severino dos Santos Júnior. Orientadora Patrícia Boasquivis.

3º lugar – Atividade leishmanicida de derivados sintéticos de quinolina, de Lucas Campos Pereira. Orientadora Janete Santos Coelho.

4º lugar (Menção Honrosa) – Aranhas de Minas Gerais, Mariana Alves Lima. Orientadora Márcia Helena Borges.

5º lugar (Menção Honrosa) – Análise proteômica do veneno de Bothrops brazili (Hoge, 1954), Juliana Rodrigues Moraes. Orientadora Márcia Helena Borges.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.

Veja mais notícias de: Destaque

Publicado em: 25 de outubro de 2019 17:27

Última atualização: 25 de outubro de 2019 18:19