Nota Coronavírus

Notas do dia 7 e 10/2

Não houve atualização no número de casos suspeitos. Os dados permanecem os mesmos do dia 6/2.

________________________________________________________________________________

Nota do dia 6/2

Em 04 de fevereiro foi notificado um caso suspeito para Coronavírus em Minas Gerais. Trata-se de uma mulher, de 49 anos, que esteve em viagem em Xangai em janeiro de 2020 e chegou ao Brasil em 01/02/2020.

A paciente está internada em um hospital particular de Belo Horizonte- que dispõe de toda estrutura necessária para atender à paciente- e o quadro de saúde é estável.

Os médicos que acompanham a paciente estão em contato direto com o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância (CIEVS) de Belo Horizonte e de Minas Gerais e estão recebendo todas as orientações necessárias. As amostras laboratoriais foram coletadas e seguem para análise. Informamos, ainda, que todos os contatos da paciente estão sendo acompanhados.

Por Jornalismo SES-MG

________________________________________________________________________________

Nota do dia 5/2

Não houve atualização no número de casos suspeitos. Os dados permanecem os mesmos do dia 3/2.

________________________________________________________________________________

Nota do dia 4/2

Não houve atualização no número de casos suspeitos. Os dados permanecem os mesmos do dia 3/2.

________________________________________________________________________________

Nota do dia 3/2

Não houve notificação de novos casos suspeitos.

Em 28 de janeiro de 2020, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) foi notificada da ocorrência de um caso suspeito de Coronavírus de paciente do sexo feminino, 22 anos, com histórico de intercâmbio estudantil com viagem para Wuhan e retorno ao Brasil em 24/01/2020. A paciente teve início de sintomas em 20/01/2020, foi internada em 27/01/2020 no Hospital Eduardo de Menezes, onde permanece internada em isolamento desde 28/01/2020.

No dia 01/02/2020, o Ministério da Saúde formalizou para a SES-MG por e-mail que este caso foi descartado para o Novo coronavírus mediante resultados laboratoriais.

Até 03/02/2020, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) foram confirmados 17.492 casos do novo coronavírus (2019-nCoV) no mundo e 362 óbitos. Do total de casos confirmados, 17.308, o que corresponde a 98,5% do total de casos, foram notificados pela China.

Enquanto que no Brasil, até 02 de fevereiro são 16 casos notificados, distribuídos em sete estados, mas até o momento nenhum foi confirmado.

Notificações

A SES-MG informa que devem ser imediatamente notificados (em até 24 horas) ao Cievs BH (casos de Belo Horizonte) e ao Cievs MG (casos do restante do estado), pelo telefone e por e-mail, os casos de indivíduos que apresentarem febre e/ou sintomas respiratórios e que nos últimos 14 dias antes do início de sintomas, tenha histórico de viagem para área de transmissão local ou que tenham tido contato próximo com caso suspeito ou confirmado para Coronavírus conforme situações detalhadas a seguir.

Situação 1: Febre* E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de viagem para área com transmissão local**, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

Situação 2: Febre* E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de contato próximo*** de caso suspeito para o coronavírus (2019-nCoV), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

Situação 3: Febre* OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E contato próximo*** de caso confirmado de coronavírus (2019-nCoV) em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

*Febre pode não estar presente em alguns casos como, por exemplo, os extremos de idade, imunossuprimidos ou indivíduos que tenham utilizado medicamento antitérmico. Nestas situações, a avaliação clínica deve ser levada em consideração e a decisão deve ser registrada na ficha de notificação.

** Definimos como transmissão local, a confirmação laboratorial de transmissão do 2019-nCoV entre pessoas com vínculo epidemiológico comprovado. Os casos que ocorrerem entre familiares próximos ou profissionais de saúde de forma limitada não serão considerados transmissão local. As áreas com transmissão local serão atualizadas e disponibilizadas no site do Ministério da Saúde, no link: saude.gov.br/listacorona.

*** Contato próximo é definido como: estar a aproximadamente dois metros de um paciente com suspeita de caso por novo coronavírus, dentro da mesma sala ou área de atendimento, por um período prolongado, sem uso de equipamento de proteção individual (EPI). O contato próximo pode incluir: cuidar, morar, visitar ou compartilhar uma área ou sala de espera de assistência médica ou, ainda, nos casos de contato direto com fluidos corporais, enquanto não estiver usando o EPI recomendado.

Contatos

Cievs BH: (31) 3277-7768

cievs.bh@pbh.gov.br

Cievs MG: (31) 3916-0340 / (31) 99744-6983

notifica.se@saude.mg.gov.br

Ações realizadas:

  • Investigação epidemiológica e hospitalar do caso suspeito;
  • Monitoramento dos contatos do caso suspeito;
  • Reuniões técnicas conjuntas (SES-MG, SMSA-BH, Funed, Fhemig – HEM e HIJPII, Anvisa e BH Airport;
  • Reunião diária pela equipe de investigação e acompanhamento;
  • Realização de videoconferência com as unidades regionais de saúde;
  • Reunião de CME com pauta para atualização da situação do n-CoV em Minas, no Brasil e no mundo;
  • Elaboração do Protocolo de Coronavírus 2019 n-CoV;
  • Elaboração de instrumento padronizado com recomendação para isolamento dos contatos suspeitos de Coronavírus;
  • Programação de reunião para alinhamento e direcionamento de ações para 04/02/2020 às 09:30h
  • Divulgação de informações do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde e demais orientações para as unidades regionais de saúde;

Por Jornalismo SES-MG

________________________________________________________________________________

Nota do dia 31/1

Em 28 de janeiro de 2020, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) foi notificada da ocorrência de um caso suspeito de Coronavírus de paciente do sexo feminino, 22 anos, com histórico de intercâmbio estudantil com viagem para Wuhan e retorno ao Brasil em 24/01/2020. A paciente teve início de sintomas em 20/01/2020, foi internada em 27/01/2020 no Hospital Eduardo de Menezes, onde permanece internada em isolamento desde 28/01/2020.

Amostras da paciente foram recolhidas e alguns exames foram realizados na Fundação Ezequiel Dias (FUNED) (Infuenza A e B, Adenovírus, Bocavírus, metapneumovírus, parainfluenza 1, parainfluenza 2, parainfluenza 3 e vírus sincicial respiratório). Os resultados deram negativo para essas doenças.

Já em relação aos exames, incluindo o específico para Coronavírus, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) aguarda a chegada de um laudo oficial por parte do Ministério da Saúde.

HEM

O Hospital Eduardo de Menezes (HEM) é referência estadual para o atendimento de doenças infectocontagiosas, emergências em saúde pública e atenção aos agravos de interesse sanitário. Para esses casos é necessária resposta rápida e qualificada, com isolamento em área específica e monitoramento clínico cuidadoso e de resultados de exames.

O HEM possui plano de contingência para condução de epidemias, o qual é aplicável ao novo coronavírus. A paciente tem acesso restrito a visitas e as medidas de precaução individual estão sendo usadas para todos os servidores e familiares que têm acesso a ela, conforme protocolo institucional, inclusive, com escala de treinamento de paramentação e desparamentação dos equipamentos de proteção individual como medida obrigatória para todos. Ressaltamos que a paciente está em leito individual e o acesso ao setor também é restrito.

Algumas medidas de adequação de novos leitos já foram tomadas em plano emergencial pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig)/Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG). Reiteramos que o ambiente no qual a paciente está não compromete sua segurança, nem dos profissionais e familiares que estão em contato com ela.

Em resposta ao alerta relativo ao novo coronavírus, a Fhemig está providenciando, em caráter emergencial, a adequação dos leitos de isolamento do Hospital Eduardo de Menezes. Estão sendo preparados quatro leitos privativos no Setor B e outros dois quartos privativos, com antecâmara, do Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade. Destaca-se que, somente no ano passado (2019), a Fhemig investiu R$ 560 mil em manutenção e reparos neste hospital.

Ações já realizadas pela SES:

  • Investigação epidemiológica e hospitalar do caso suspeito;
  • Monitoramento sistemático dos contatos do caso suspeito;
  • Reuniões técnicas conjuntas (SES-MG, SMSA-BH, Funed, Fhemig – HEM e HIJPII, Anvisa e BH Airport;
  • Criação do COES;
  • Reunião diária pela equipe de investigação e acompanhamento;
  • Elaboração e divulgação do Protocolo de Coronavírus Divulgação do protocolo coronavírus 2019-nCov (Novo Coronavírus)
  • Mapeamento dos hospitais de referência no estado
  • Realização de videoconferência com as unidades regionais;
  • Divulgação de informações do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde e demais orientações para as unidades regionais de saúde

COES

– A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais institui na quarta-feira, 29/01, o COES (Centro de Operações de Emergência em Saúde) para a situação do Novo Coronavírus. O objetivo do COES é promover uma resposta coordenada por meio de articulação e da integração dos atores envolvidos. A sua estruturação permite a análise dos dados e das informações para subsidiar a tomada de decisão dos gestores e técnicos, na definição de estratégias e ações adequadas e oportunas para o enfrentamento de emergências em saúde pública.

– O COES tem como responsabilidade o planejamento, a organização, a coordenação, a avaliação e o controle das atividades de resposta ao evento Novo Coronavírus.

– Para operacionalização do COES foi constituída uma equipe de trabalho formada por profissionais de diferentes setores da SES/MG.

Por Jornalismo SES-MG


Nota do dia 30/1

Em 28 de janeiro de 2020, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) foi notificada da ocorrência de um caso suspeito de Coronavírus de paciente do sexo feminino, 22 anos, com histórico de intercâmbio estudantil com viagem para Wuhan e retorno ao Brasil em 24/01/2020. A paciente teve início de sintomas em 20/01/2020, foi internada em 27/01/2020 no Hospital Eduardo de Menezes, onde permanece internada em isolamento desde 28/01/2020.

A amostra da paciente foi recolhida e alguns exames foram realizados na Fundação Ezequiel Dias (FUNED) (Infuenza A e B, Adenovírus, Bocavírus, metapneumovírus, parainfluenza 1, parainfluenza 2, parainfluenza 3 e vírus sincicial respiratório) e os resultados deram negativo para essas doenças.

Já os demais exames, incluindo o específico para Coronavírus estão sendo processados.

Até 30/01/2020, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) foram confirmados 8.235 casos do novo coronavírus (2019-nCoV) no mundo. Destes, 8.124, o que corresponde a 98,7% do total de casos, foram notificados pela China.

Notificações

A SES-MG informa que devem ser imediatamente notificados (em até 24 horas) ao Cievs BH (casos de Belo Horizonte) e ao Cievs MG (casos do restante do estado), pelo telefone e por e-mail, os casos de indivíduos que apresentarem febre e/ou sintomas respiratórios e que nos últimos 14 dias antes do início de sintomas, tenha histórico de viagem para área de transmissão local ou que tenham tido contato próximo com caso suspeito ou confirmado para Coronavírus conforme situações detalhadas a seguir.

Situação 1: Febre* E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de viagem para área com transmissão local**, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

Situação 2: Febre* E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de contato próximo*** de caso suspeito para o coronavírus (2019-nCoV), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

Situação 3: Febre* OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E contato próximo*** de caso confirmado de coronavírus (2019-nCoV) em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas.

*Febre pode não estar presente em alguns casos como, por exemplo, os extremos de idade, imunossuprimidos ou indivíduos que tenham utilizado medicamento antitérmico. Nestas situações, a avaliação clínica deve ser levada em consideração e a decisão deve ser registrada na ficha de notificação.

** Definimos como transmissão local, a confirmação laboratorial de transmissão do 2019-nCoV entre pessoas com vínculo epidemiológico comprovado. Os casos que ocorrerem entre familiares próximos ou profissionais de saúde de forma limitada não serão considerados transmissão local. As áreas com transmissão local serão atualizadas e disponibilizadas no site do Ministério da Saúde, no link: saude.gov.br/listacorona.

*** Contato próximo é definido como: estar a aproximadamente dois metros de um paciente com suspeita de caso por novo coronavírus, dentro da mesma sala ou área de atendimento, por um período prolongado, sem uso de equipamento de proteção individual (EPI). O contato próximo pode incluir: cuidar, morar, visitar ou compartilhar uma área ou sala de espera de assistência médica ou, ainda, nos casos de contato direto com fluidos corporais, enquanto não estiver usando o EPI recomendado.

Contatos

Cievs BH: (31) 3277-7768
cievs.bh@pbh.gov.br

Cievs MG: (31) 3916-0340
notifica.se@saude.mg.gov.br

COES

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais institui na quarta-feira, 29/01, o COES (Centro de Operações de Emergência em Saúde) para a situação do Novo Coronavírus. O objetivo do COES é promover uma resposta coordenada por meio de articulação e da integração dos atores envolvidos. A sua estruturação permite a análise dos dados e das informações para subsidiar a tomada de decisão dos gestores e técnicos, na definição de estratégias e ações adequadas e oportunas para o enfrentamento de emergências em saúde pública.

O COES tem como responsabilidade o planejamento, a organização, a coordenação, a avaliação e o controle das atividades de resposta ao evento Novo Coronavírus.

Para operacionalização do COES foi constituída uma equipe de trabalho formada por profissionais de diferentes setores da SES/MG.

Ações já realizadas pela SES:

-Investigação epidemiológica e hospitalar do caso suspeito;
-Monitoramento dos contatos do caso suspeito;
-Reuniões técnicas conjuntas (SES-MG, SMSA-BH, Funed, Fhemig – HEM e HIJPII, Anvisa e BH Airport;
-Criação do COES;
-Reunião diária pela equipe de investigação e acompanhamento;
-Elaboração do Protocolo de Coronavírus;
-Programação de videoconferência com as unidades regionais;
-Divulgação de informações do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde e demais orientações para as unidades regionais de saúde;

Por Jornalismo SES-MG


Nota do dia 29/1

Sobre o caso suspeito coronavírus, informamos que a paciente de 22 anos, que esteve em viagem na cidade de Wuhan, na China e que está internada no Hospital Eduardo de Menezes, desde o dia 27/01, está  bem, estável, sem queixa e segue em observação.

O HEM é referência estadual para o atendimento de doenças infectocontagiosas, emergências em saúde pública e atenção aos agravos de interesse sanitário. Para esses casos é necessária resposta rápida e qualificada, com isolamento em área específica e monitoramento clínico cuidadoso e de resultados de exames.

A amostra da paciente foi recolhida e alguns exames foram realizados na Fundação Ezequiel Dias (Funed) (Infuenza A e B, Adenovírus, Bocavírus, metapneumovírus, parainfluenza 1, parainfluenza 2, parainfluenza 3 e vírus sincicial respiratório) e os resultados deram negativo para essas doenças.

Já os demais exames, incluindo o específico para Coronavírus estão sendo processados pela Fiocruz.

Informamos que o diagnóstico laboratorial específico para o Coronavírus inclui técnicas de detecção do genoma viral e, no Brasil, os testes serão realizados por laboratórios referência do Ministério da Saúde, como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-RJ), o Instituto Adolfo Lutz e o Instituto Evandro Chagas (IEC)

O referido caso se encaixa nos critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde. Sendo assim, foi devidamente notificado ao Ministério como suspeito de coronavírus e segue em investigação.

Assim que tivermos novas informações, bem como o resultado dos demais exames, iremos atualizar.

Alerta regionais

A SES-MG informa que no dia 20/01/2020, a Organização Pan Americana de Saúde (OPS) emitiu o Alerta Novo Corononavírus. De acordo com o documento, diante da situação, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Panamericana de Saúde (OPS) orientam os Estados Membros a fortalecerem as atividades de vigilância para detectar qualquer evento incomum de saúde respiratória.

A SES-MG emitiu o alerta para as unidades regionais de saúde, que repassarão a orientação da OMS e da OPAS aos municípios mineiros.

CoV

Os coronavírus (CoV) são uma grande família viral, conhecidos desde meados dos anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem. Segundo informações divulgadas pelo Centro de Controle de Doenças Americano – CDC e Organização Mundial da Saúde – WHO, as autoridades chinesas relataram que um novo coronavírus (nCoV) foi identificado no país. Atualmente são 300 casos confirmados na China.

No dia 21 de janeiro de 2020 foi identificado o primeiro caso nos EUA. Também já foram identificados casos em outros países (Japão, Tailândia, Coreia do Sul), todos os casos identificados foram de pessoas que estiveram na região de transmissão.

Mais informações sobre a doença, bem como orientações e notas técnicas voltadas aos profissionais de saúde, estão disponíveis emwww.saude.mg.gov.br/coronavirus

Por Jornalismo SES-MG


Nota do dia 28/1

Na última sexta-feira, 24/01, uma mulher de 22 anos, que esteve em viagem na cidade de Wuhan, na China, foi atendida na UPA Centro Sul de Belo Horizonte. Ela apresentava alguns sintomas respiratórios e febre baixa. A paciente passa bem, já recebeu atendimento e todas as providências necessárias foram tomadas. A paciente foi transferida na noite de segunda-feira, 27/01, para o Hospital Eduardo de Menezes (HEM) para ser acompanhada.

O HEM é referência estadual para o atendimento de doenças infectocontagiosas, emergências em saúde pública e atenção aos agravos de interesse sanitário. Para esses casos é necessária resposta rápida e qualificada, com isolamento em área específica e monitoramento clínico cuidadoso e de resultados de exames.

O referido caso se encaixa nos critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde. Sendo assim, foi devidamente notificado ao Ministério como suspeito de coronavírus e segue em investigação.

A amostra da paciente já foi recolhida e alguns exames serão realizados na FUNED (Infuenza A e B, Adenovírus, Bocavírus, metapneumovírus, parainfluenza 1, parainfluenza 2, parainfluenza 3 e vírus sincicial respiratório). E os demais exames, incluindo o específico para Coronavírus serão realizados na Fiocruz.

Assim que tivermos mais informações, bem como o resultado dos exames, iremos atualizar.

Alerta regionais

A SES-MG informa que no dia 20/01/2020, a Organização Pan Americana de Saúde (OPS) emitiu o Alerta Novo Corononavírus. De acordo com o documento, diante da situação, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Panamericana de Saúde (OPS) orientam os Estados Membros a fortalecerem as atividades de vigilância para detectar qualquer evento incomum de saúde respiratória.

A SES-MG emitiu o alerta para as unidades regionais de saúde, que repassarão a orientação da OMS e da OPAS aos municípios mineiros.

CoV

Os coronavírus (CoV) são uma grande família viral, conhecidos desde meados dos anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem. Segundo informações divulgadas pelo Centro de Controle de Doenças Americado – CDC e Organização Mundial da Saúde – WHO, as autoridades chinesas relataram que um novo coronavírus (nCoV) foi identificado no país. Atualmente são 300 casos confirmados na China.

No dia 21 de janeiro de 2020 foi identificado o primeiro caso nos EUA. Também já foram identificados casos em outros países (Japão, Tailândia, Coreia do Sul), todos os casos identificados foram de pessoas que estiveram na região de transmissão.

Mais informações sobre a doença, bem como orientações e notas técnicas voltadas aos profissionais de saúde, estão disponíveis em: http://www.saude.mg.gov.br/coronavirus

Por Jornalismo SES-MG

________________________________________________________________________________

Nota do dia 27/1

Na última sexta-feira, 24/01, uma mulher de 22 anos, que esteve em viagem para a China, foi atendida na UPA Centro Sul de Belo Horizonte, com alguns sintomas respiratórios e febre baixa. A paciente passa bem, já recebeu atendimento e todas as providências necessárias foram tomadas. Ela será transferida para o hospital Eduardo de Menezes para ser acompanhada. O caso será discutido com o Ministério da Saúde e assim que tivermos novas atualizações, iremos informar.

Mais informações sobre a doença estão disponíveis em: http://www.saude.mg.gov.br/coronavirus 

Por Jornalismo SES-MG


Nota do dia 24/1

Sobre o caso que havia sido notificado como suspeito para Coronavírus, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), informa:

Atualização situação da paciente e exames

A paciente que estava no Hospital Eduardo de Menezes (HEM) recebeu alta na tarde de ontem, dia 23/01, com quadro clínico estável e segue melhorando.

Em relação aos resultados dos exames processados pela FUNED, os mesmos ficaram prontos e deram negativo para todas as doenças pesquisadas. A FUNED processou nove exames, a saber: Infuenza A e B, Adenovírus, Bocavírus, metapneumovírus, parainfluenza 1, parainfluenza 2, parainfluenza 3 e vírus sincicial respiratório.

A amostra da paciente foi encaminhada para a Fiocruz, no Rio de Janeiro, onde foram realizados alguns exames e foi confirmado que a paciente foi acometida pelo rinovírus.  O rinovírus humano (HRV) é o mais comum entre os agentes virais associados a infecções no trato respiratório superior.

Histórico

Em 21/01/2020, foi identificada na UPA Centro Sul de Belo Horizonte uma paciente, brasileira, de 35 anos, proveniente da China (esteve em Shangai) e que desembarcou em Belo Horizonte no dia 18/01, com sintomas respiratórios, compatíveis com doença respiratória viral aguda. Ela foi conduzida rapidamente para o Hospital Eduardo de Menezes (HEM) para observação cuidadosa em ambiente hospitalar. O HEM foi prontamente acionado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS-MG) e CIEVS-BH e se organizou em poucos minutos para receber a paciente.

A notificação se deu porque a paciente esteve em um evento internacional na China, teve contato com pessoas de diversos locais do mundo, com vários dias de duração e apresentava sintomas respiratórios.

Quando a paciente procurou atendimento no município de Belo Horizonte, a SES-MG ainda não dispunha do protocolo do Ministério da Saúde, com orientações sobre esses casos.

Por medida de precaução, para evitar a disseminação de uma possível nova doença, ainda desconhecida, foi decidido pelo isolamento da paciente, foram coletadas amostras laboratoriais para fazer exames de vírus respiratórios e notificado como caso suspeito.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais teve acesso às orientações oficiais do do Ministério da Saúde, na quinta-feira (23/01), por meio do Boletim Epidemiológico n. 04, onde constam os critérios de definição de casos suspeitos para o Novo Coronavírus.

Assim, a partir deste protocolo veiculado nessa quinta-feira, 23/01, o Estado de Minas Gerais irá adotar as recomendações do Ministério da Saúde e o caso não atendeu ao critério de caso suspeito para o Novo Coronavírus.

Por Jornalismo SES-MG 


Sobre o caso que havia sido notificado como suspeito para Coronavírus, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), informa:

Em 21/01/2020, foi identificada na UPA Centro Sul de Belo Horizonte uma paciente, brasileira, de 35 anos, proveniente da China (esteve em Shangai) e que desembarcou em Belo Horizonte no dia 18/01, com sintomas respiratórios, compatíveis com doença respiratória viral aguda. Ela foi conduzida rapidamente para o Hospital Eduardo de Menezes (HEM) para observação cuidadosa em ambiente hospitalar. O HEM foi prontamente acionado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS-MG) e CIEVS-BH e se organizou em poucos minutos para receber a paciente.

A notificação se deu porque a paciente esteve em um evento internacional na China, teve contato com pessoas de diversos locais do mundo, com vários dias de duração e apresentava sintomas respiratórios.

Quando a paciente procurou atendimento no município de Belo Horizonte, a SES-MG ainda não dispunha do protocolo do Ministério da Saúde, com orientações sobre esses casos.

Por medida de precaução, para evitar a disseminação de uma possível nova doença, ainda desconhecida, foi decidido pelo isolamento da paciente, foram coletadas amostras laboratoriais para fazer exames de vírus respiratórios e notificado como caso suspeito.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informa que teve acesso nesta quinta-feira (23/01) às orientações oficiais do Ministério da Saúde, por meio do Boletim Epidemiológico n. 04, onde constam os critérios de definição de casos suspeitos para o Novo Coronavírus.

Assim, a partir deste protocolo veiculado nesta quinta-feira, 23/01, o Estado de Minas Gerais irá adotar as recomendações do Ministério da Saúde e neste momento este caso não atende ao critério de caso suspeito para o Novo Coronavírus.

Paciente e exames

O estado clínico da paciente é estável e a alta hospitalar está sendo avaliada para monitoramento no domicílio.

Por fim, esclarecemos que a FUNED está realizando exames para Influenza e para outros vírus respiratórios, que já são os exames de protocolo, de rotina para todos os casos de síndrome respiratória.  A amostra da paciente já foi encaminhada para a Fiocruz, no Rio de Janeiro. A SES irá discutir e avaliar com o Ministério da Saúde e a Fiocruz se vai realizar ou não o exame para o Novo Coronavírus.

Por Jornalismo SES-MG

Veja mais notícias de: Destaque

Publicado em: 10 de fevereiro de 2020 08:31

Última atualização: 10 de fevereiro de 2020 18:04