Saúde Mental e Covid-19: Funed divulga orientações para gestores

Diante do atual cenário epidemiológico do país, a Fundação Ezequiel Dias, por meio do Serviço de Humanização, reitera a necessidade de atenção às dicas de promoção e preservação da saúde mental e saúde emocional no trabalho.

Nesta matéria, as dicas são especialmente para os gestores que atuam no combate e enfrentamento à propagação do novo coronavírus. O equilíbrio psicossocial, neste momento de crise, se torna primordial para a qualidade de vida e manutenção da equipe integrada. Vamos às dicas:

Reconheça as mudanças

Seja flexível, adaptável e esteja disposto a fazer escolhas difíceis e necessárias, mas sem desgaste emocional. Evite se cobrar em excesso. A realidade é dinâmica e, atualmente, está exigindo muito de todos, inclusive dos gestores. As mudanças estão fluindo em um ritmo anormal e acelerado, mas respire fundo, evite se cobrar em excesso e tenha esperança em dias mais amenos;

Promova segurança

Crie espaço para que a equipe forneça apoio social e até afetivo uns aos outros, inclusive para você, que está na liderança. Se reconheça como parte do todo, principalmente neste momento delicado, para que essa sensação de pertencimento inspire segurança;

Respeite seus limites

Você não está sozinho, não tente ser um “super-herói”. Delibere conforme competências e habilidades de cada um da equipe, não centralize demandas em você, envolva todas as partes interessadas, neste cenário, para planejar atividades e buscar soluções e alternativas eficazes. E não descarte a possibilidade da intersetorialidade ser o caminho mais robusto e assertivo para lidar com situações intempestivas. Lembre-se, também, de implementar pausas na sua rotina de trabalho e administrar bem o seu tempo;

Atente-se à comunicação

Comunique-se com credibilidade, otimismo, seja realista, mas positivo. Processe as informações e organize as ideias. Reconheça seus acertos e pratique a linguagem do afeto e do autocuidado. Evite se punir por eventuais erros, afinal somos humanos imperfeitos, não máquinas. Esteja disponível e se sinta à vontade para falar e ouvir sobre situações e preocupações de diferentes naturezas. Preste atenção na “voz” do seu corpo e da sua mente, expresse suas emoções, mas polindo possíveis excessos para se preservar e evitar esgotamento funcional;

Seja autêntico

Você está como referência. Aproveite a sua personalidade natural para estabelecer calma, motivação e foco, em uma constante relação de troca com a equipe. Ressignifique sua força interna. Em tempos de crise, os indivíduos anseiam pela aproximação familiar, pelo apoio afetivo de amigos e colegas. Permita-se esse acolhimento, aproveite para estreitar relações saudáveis, pois isso pode ser um mecanismo para reduzir o estresse. Seus sentimentos e até suas vulnerabilidades emocionais lhe reafirmam como humano, não como impotente. Mantenha sua essência e seja honesto consigo, lembre-se que em todo caos há produção de conhecimento e, com otimismo, acredite que venceremos e sairemos mais fortes;

Reconheça-se como prioridade

Administre a si mesmo. Seja líder para você também, reserve um tempo para recarregar as energias e garantir que esteja o mais preparado e concentrado possível. Mantenha-se equilibrado: exercite-se, beba água, alimente-se adequadamente. Neste momento, em que bravamente contribui, junto à equipe, no enfrentamento desta pandemia, suavize seus dias, abrace-se, permita dar gargalhadas de si, procure novos hábitos saudáveis que se identifique e que se sinta mais leve. Valorize-se! Cuide-se bem!

Referências

Instituto lado a lado pela vida

Por Serviço de Humanização / Funed