Funed 113 anos: Casos e Curiosidades

No dia 3 de agosto de 2020 a Fundação Ezequiel Dias (Funed) completou 113 anos de muita ciência, saúde e acontecimentos históricos. Alguns desses fatos são conhecidos, outros têm ares de lenda. Acompanhe ao longo deste mês a série “Casos e Curiosidade” que começa hoje. Nela, iremos publicar semanalmente curiosidades que, apesar de parecerem causos, são fatos verdadeiros confirmados pela historiadora da Funed Fabiana Melo Neves.

Na coluna de hoje, saiba o que a Funed e um laboratório de pesquisa no Maranhão têm em comum; o que trouxe Ezequiel Dias à Belo Horizonte e como “tudo começou” em sua própria casa.

Ezequiel Dias instalou um laboratório de pesquisa no Maranhão antes de vir para Minas Gerais

Fluminense da cidade de Macaé, Ezequiel Dias se mudou para Belo Horizonte em 1906. Antes de vir para a capital mineira, Ezequiel foi nomeado o Diretor de Higiene do Laboratório Bacteriológico do Rio de Janeiro e encaminhado para o Maranhão no ano anterior. Lá, desenvolveu estudos sobre o beribéri, uma doença causa pela falta de vitamina B1.

O seu trabalho no Maranhão foi feito de forma tão minuciosa e os resultados foram surpreendentes, que Ezequiel deixou instalado no estado um completo laboratório de pesquisa, além de ensinamentos experimentais sobre serviços de higiene pública. Infelizmente, após alguns meses, regressou ao Rio de Janeiro devido ao comprometimento do seu estado de saúde.

Ezequiel Dias se muda para Belo Horizonte por recomendação médica

Aliado ao plano de Oswaldo Cruz, que era organizar caravanas técnicas e expandir os conceitos de saúde pública pelo país, estava a necessidade de tratamento médico de Ezequiel Dias contra a tuberculose. Belo Horizonte chamava a atenção na época pelo clima seco e montanhoso, ideal para o tratamento da doença. Por recomendação médica, mudou-se para a capital mineira, permanecendo um ano afastado de suas funções. Uma outra curiosidade, foi que Ezequiel era concunhado de Oswaldo Cruz, pois era casado com a irmã da esposa de Oswaldo Cruz.

Ezequiel Dias, sua esposa Maria Cândida e um dos filhos em Belo Horizonte / Imagem: Acervo Funed

Quando tudo começou

Logo que obteve uma expressiva melhora, em Belo Horizonte, montou em um dos quartos de sua residência (Rua Gonçalves Dias n.º 344 no Bairro Serra), um pequeno laboratório de microbiologia para exames urgentes, quando começa o embrião do que seria a Funed hoje.

Casa de Ezequiel Dias / Imagem: Acervo Funed

Em seguida, Oswaldo Cruz designou Ezequiel Dias para dirigir a primeira filial do Instituto Manguinhos do Rio de Janeiro. Assim surgiu a Funed no dia 3 de agosto de 1907, na Rua da Bahia, onde hoje funciona a Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa.

Clique aqui e confira o “Funed em Imagens” com fotos das sedes da instituição ao longo da história.

Nesta sexta-feira (8/8), acompanhe a série “Pessoas Extraordinárias”, que traz o perfil completo de Ezequiel Dias, fundador da instituição mineira que leva o seu nome – Fundação Ezequiel Dias.

Por Priscilla Fujiwara / ACS Funed