Romeu Zema e ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, visitam laboratório central da Funed

Ministro destaca atuação de Minas Gerais no combate ao coronavírus. Estado apresenta um dos números mais baixos de óbitos por 100 mil habitantes do país

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

 

O governador Romeu Zema e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, visitaram nesta segunda-feira (5/10), o Laboratório Central de Saúde Pública de Minas Gerais (Lacen-MG), da Fundação Ezequiel Dias (Funed), para conhecer as estruturas e os equipamentos enviados pelo ministério para ampliar a capacidade de testagem da covid-19.

De acordo com Zema, desde os primeiros casos da covid-19 no Brasil, o Governo de Minas Gerais tem recebido total apoio do Ministério da Saúde. Segundo ele, a assistência do governo federal tem sido importante para o bom trabalho que tem sido feito no estado.

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

“Temos, hoje, a menor taxa de óbito por 100 mil habitantes do país; um hospital de campanha que é considerado o mais barato do Brasil, orçado em R$ 5,3 milhões; conseguimos dobrar o número de leitos de UTIs, passando de 2 mil para 4 mil; e, hoje, visitamos o Lacen-MG que está ampliando a sua capacidade de testagem”, enfatizou Zema durante coletiva de imprensa após a visita.

Estratégia

Já o ministro Pazuello afirmou que a nova testagem poderá ajudar no controle de casos no estado. “Quando falamos em estratégias de testagem elas estão voltadas para grandes populações, portas de entrada e grupos de trabalho para análise da situação epidemiológica. É claro que o médico também pode pedir teste complementar. Mas o diagnóstico é dele mesmo. Quanto mais cedo diagnosticar, mais cedo é o tratamento e menor é o risco de o paciente ficar em estado grave”.

O ministro elogiou a atuação de Minas Gerais no combate ao coronavírus. “Minas foi um exemplo nisso. Está aí o resultado de números de óbitos por 100 mil habitantes. É um dos mais baixos do país”, disse Pazuello.

 Escala

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, com os equipamentos enviados pelo Ministério Saúde uma parte do processamento da testagem, que antes era manual, passa a ser 100% automatizada. “A Funed passou a ter um ganho de escala maior e toda ampliação é importante neste momento. O Estado conta com uma rede composta por 16 laboratórios que fazem o processo dos exames de covid-19”, explicou.

Por Agência Minas
Imagens: Gil Leonardi / Imprensa MG

Veja mais notícias de: Geral

Publicado em: 06 de outubro de 2020 15:05

Última atualização: 06 de outubro de 2020 15:20