Coordenadora do Mestrado fala sobre o curso e o processo seletivo

Inscrições foram prorrogadas até o dia 27 de janeiro. Confira a entrevista com a coordenadora do curso

Está aberto o processo seletivo para o Mestrado Profissional em Biotecnologia da Fundação Ezequiel Dias (Funed), instituição integrante do Governo de Minas Gerais. As inscrições, que seriam encerradas hoje, dia 13, foram prorrogadas até o dia 27 de janeiro. O curso é gratuito e foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC) responsável pela expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todo o país.

Dentro do escopo do programa, projetos de desenvolvimento tecnológico que envolvam a aplicação de técnicas avançadas para a fabricação de bioprodutos, desenvolvimento de bioprocessos e também de metodologias inovadoras de análise e diagnóstico de base biotecnológica serão executados. O curso propõe formação teórica e prática, avançada e multidisciplinar, que possibilita ao egresso contribuir positivamente com conhecimento aplicado ao setor produtivo na área de saúde.

Confira entrevista com a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBIOTEC) da Funed, Sílvia Ligório Fialho, e saiba um pouco mais sobre o programa e o processo seletivo.

Como surgiu o mestrado da Fundação Ezequiel Dias (Funed)?

O Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBIOTEC) foi aprovado em 2018 e teve a sua primeira turma em 2019, para atender à demanda de formação de recursos humanos qualificados destinados às empresas de base tecnológica, universidades e Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs). A estrutura da Funed, voltada prioritariamente para a biotecnologia e com modernas estruturas de laboratório e produção industrial, contribui enormemente para o desenvolvimento dos projetos dos egressos, que podem trazer resultados e soluções para o avanço da biotecnologia no estado e no país.

O programa oferece duas linhas de pesquisa. Pode explicar como funciona cada uma delas?

O curso possui como área de concentração a Biotecnologia em Saúde, dividida em duas linhas de pesquisa: Bioprodutos e Bioensaios. A linha de bioprodutos tem como objetivo a execução de projetos que visam ao desenvolvimento de produtos e processos produtivos de base biotecnológica para a saúde. Especificamente, serão executados projetos inovadores relacionados a processos de fabricação e desenvolvimento de produtos biológicos, prospecção de substâncias ativas a partir de materiais biológicos e a obtenção de novos adjuvantes para soros e vacinas. Já na linha de bioensaios e métodos de diagnóstico, o objetivo é a execução de projetos com foco no desenvolvimento de novas técnicas de análise e diagnóstico de base biotecnológica, in vitro e in vivo, para as áreas da saúde. É importante destacar que o objetivo do programa é contribuir para o avanço da biotecnologia. Assim, projetos biotecnológicos de empresas e instituições externas à Funed, dentro das linhas de atuação do programa, são muito bem-vindos.

Neste cenário de pandemia, temos visto a relevância de ações que envolvem a biotecnologia. Fale um pouco de como a formação pode impactar positivamente no atual e futuros cenários da área.

O mestrado profissional veio somar conhecimentos práticos não apenas à Funed, mas ao Estado de MG, de forma a aprimorar os processos atuais e desenvolver novos produtos de maneira a permitir que a Funed continue pioneira  e na vanguarda da biotecnologia. Esta área possibilita o desenvolvimento de vacinas e testes diagnósticos, produtos de extrema importância no atual contexto em que estamos vivendo.

Muitas pessoas têm dúvidas se podem ou não participar do processo. Quem pode se candidatar ao processo seletivo?

Qualquer pessoa que tenha diploma de curso superior reconhecido pelo MEC e que preencham os requisitos de aprovação exigidos no edital de seleção (ampla concorrência) do programa pode participar do processo seletivo.

Qual o perfil dos atuais alunos?

Hoje, temos duas turmas em andamento e o perfil dos alunos é bastante diversificado, composto por farmacêuticos, biólogos, biomédicos, entre outros, pertencentes ou não ao quadro de funcionários de empresas de biotecnologia e/ou instituições de pesquisa do Estado.

Também há a preocupação de participar do processo em tempos de isolamento social. Como funcionará cada etapa?

As inscrições estão ocorrendo em duas modalidades: presenciais e via Correios (envio por sedex). A prova será presencial, sendo respeitadas todas as normativas sobre o distanciamento e cuidados sanitários que o momento exigir.

Quando será publicado o resultado final e quando começam as aulas?

Conforme consta no edital, o resultado final do processo seletivo será no dia 2 de março e o início das aulas está previsto para o dia 15 de março. Caso seja necessário continuar mantendo o distanciamento social, as aulas serão realizadas de forma remota e, tão logo seja possível, serão ministradas presencialmente. É importante acompanhar a página do Programa, onde são fornecidas todas as informações e atualizações.

Veja mais notícias de: Mestrado

Publicado em: 13 de janeiro de 2021 11:40