Funed integra Rede de Microscopia financiada por organização filantrópica do Facebook

Imagens de células de câncer de mama triplo negativo cultivadas in vitro,  feitas em microscópio de fluorescência Zeiss modelo axiovert 200 da Funed.

Fundação Ezequiel Dias (Funed) foi uma das nove instituições mineiras selecionadas para integrar a BioImaging Network of Minas Gerais (BioIMG Net), um novo ramo da Rede de Microscopia e Microanálise de Minas Gerais (RMic –www.microscopiamg.org.br), que será financiada pela Chan Zuckerberg Initiative (CZI). A CZI é uma organização filantrópica fundada em 2015 pelo casal Mark Zuckerberg (CEO da Plataforma Meta,  antiga Facebook) e Priscila Chan, com o objetivo de ajudar a resolver grandes desafios da sociedade — desde erradicar doenças e aprimorar a educação, até criar meios de solucionar as necessidades da sociedade local.

BioIMG Net é um dos 17 projetos selecionados em 31 países da África, América Latina e Caribe, além de países da antiga União Soviética. A CZI investirá 4.1 milhões de dólares no desenvolvimento de novas técnicas de bioimagem, na ampliação do acesso de pesquisadores da área biomédica a essas técnicas, assim como no aprimoramento de sua expertise. “A expansão do uso de técnicas de bioimagem (microscopia) por pesquisadores da área biomédica requer investimento no desenvolvimento de novos softwares e hardwares para obtenção e análise de imagens, a expansão do acesso a equipamentos de utilização multiusuária, o compartilhamento de recursos financeiros e a capacitação das equipes técnico-científicas de laboratórios de pesquisa em seus países de origem”, disse StephaniOtte, coordenadora do Programa de Imagens da CZI.

A Funed será representada na Rede pela pesquisadora do Serviço de Biologia Celular, Luciana Maria Silva Lopes. “Participar da BioIMG é importante para a Funed, pois coloca sua pesquisa no centro de uma rede importante em bioimagens, o que fortalece nossas ações em ciência, tecnologia, inovação e ações de extensão, envolvendo o Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia. Sem contar que a Rede prevê ampliar suas ações para além de Minas Gerais,  podendo ter um alcance nacional e em toda a América Latina para fortalecer colaborações entre os grupos envolvidos. Ser escolhido dentre milhares de candidatos que pleitearam esse financiamento mostra que o grupo é forte cientificamente e permitirá difundir a microscopia entre alunos e professores além de prever a criação de uma plataforma digital de biomimagens”, ressalta Luciana Silva. A BioIMG Net é uma iniciativa pioneira destinada a fortalecer a colaboração entre laboratórios de microscopia no estado de Minas Gerais e, em seguida, a expandir esse esforço para outras regiões do Brasil e da América Latina. Tem como objetivos incrementar a produção de conhecimento científico-tecnológico e de inovação e a formação de recursos humanos qualificados.

Além disso, a BioIMG Net incentivará a implementação de técnicas de microscopia e microanálise em universidades/centros de pesquisa localizados em regiões economicamente desfavorecidas. “Um aspecto de especial importância para a BioIMG Net é promover, por meio de cursos e workshops, o compartilhamento de infraestrutura e fomentar a difusão e o intercâmbio do conhecimento em microscopia. Em última análise, o BioIMG espera, ao apoiar a pesquisa biomedica, impactar diretamente a qualidade de vida e assistência médica na América Latina”, explica Luciana.

Segundo a pesquisadora, a BioIMG Net também tem potencial para promover um impacto na educação científica pela disseminação das técnicas de microscopia para estudo de fenômenos da natureza, destinadas a professores e estudantes de escolas públicas no estado de Minas Gerais. “Na prática, a Funed vai poder compartilhar imagens, informações e equipamentos com outras instituições da Rede. A Fundação também poderá dar ênfase a seu caráter educacional, para formar pesquisadores e alunos de rede pública de ensino na geração de imagens biológicas. Neste momento, estamos finalizando, no laboratório, a instalação de um microscópio confocal de alta resolução, adquirido com recursos do Ministério da Saúde.”, explica Luciana.

O líder do programa comunitário de imagens da CZI, Vladimir Ghukasyan, acredita que, para curar, prevenir ou controlar todas as doenças, é preciso garantir que os cientistas de todo o mundo tenham acesso à tecnologia e a conhecimentos de ponta. “Os membros da Rede conectarão pesquisadores em suas respectivas regiões para conduzir treinamento, expandir o acesso a instalações e tecnologias de imagem e promover as melhores práticas, com impactos positivos que atingirão muito além de suas regiões”, afirmou.

Esse financiamento se baseia no apoio da CZI a cientistas de imagens, que estão aumentando a colaboração entre biólogos e especialistas em tecnologia e melhorando as ferramentas que os cientistas usam para imagens. Redes globais como a GlobalBioImaging e a BioImaging North America também oferecem suporte a imagens regionais, fomentam a comunidade global de cientistas de imagem e oferecem programas de acompanhamento de empregos.

Além da Funed, participam da BioIMG a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG – Centro de Microscopia (CM-UFMG), como coordenadora, e os demais parceiros: Centro de Aquisição e Processamento de Imagens (CAPI) e Departamento de Anatomia Patológica e Medicina Legal – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina); Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP); Universidade Federal de Viçosa (UFV); Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); Universidade Federal dos Vales de Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM); e a Fundação Instituto Oswaldo Cruz-BH (FioCruz-BH).

Veja mais notícias de: Destaque

Publicado em: 23 de novembro de 2021 16:58

Última atualização: 23 de novembro de 2021 17:28

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *