Ciência em Movimento recebe carinho do público

Um escorpião amarelo, uma abelha listrada, uma serpente verde, uma aranha avermelhada e um mosquito, esses são os personagens que compõem um cenário em um papel branco. Os animais estavam no desenho entregue à equipe do programa Ciência em Movimento pela Isadora, aluna do 1º ano da Escola Municipal Dedinho Mágico, da cidade de Eugenópolis-MG. Esse é um dos muitos exemplos de gratidão e reconhecimento com que o público, crianças ou adultos, trata o Ciência em Movimento.

A viagem foi feita em 24 de setembro, quando o caminhão do programa Ciência em Movimento partiu para mais uma de suas viagens pelo interior do estado de Minas Gerais, lembrando que o programa tem como missão apresentar conteúdos de saúde, ciência e tecnologia a diversos cantos de Minas. A equipe do Ciência em Movimento recebeu o reconhecimento de visitantes muito importantes: as crianças.

Como de costume, a equipe montou a exposição logo após a chegada ao local. As instruções, atividades e a exposição aconteceram como o previsto. E, mais uma vez, crianças da cidade entregaram cartinhas aos servidores da equipe contando o que mais gostaram na exposição, agradecendo e elogiando o trabalho, alguns, inclusive desenharam o que viram no local. Isabella, do 4º ano, deixou claro, em sua cartinha, que “foi uma experiência muito legal” e ainda diz adorar as explicações sobre aranhas, serpentes e abelhas. Já Grabriela, também do 4º ano, frisa que aprendeu “sobre abelhas, que tem mel de café, eucalipto […]”. E ainda o Luís Filipe, do 5º ano, que ficou maravilhado por ver bem de pertinho “coisas e animais que nunca tinha visto”, e aprendeu que animais, como aranhas, abelhas e cobras não atacarão o ser humano se não forem ameaçados.

Em sua viagem a Poços de Caldas, realizada entre 5 e 10 de novembro, as manifestações de carinho continuaram. A primeira exposição foi feita no Espaço Cultural Urca; já a segunda aconteceu na CAIC – Escola Municipal Professor Arino Ferreira Pinto e, foi naquela escola, que a surpresa se repetiu: professores presentearam os servidores com uma carta de agradecimento pela chance de ter um contato tão próximo com a ciência. A carta dizia: “Fantástico!!! Toda a equipe está de Parabéns! Por mais eventos assim! Boas experiências e novos conhecimentos. Já não somos mais os mesmos!”.

Outro público que se sentiu prestigiado foram os agentes de endemia do município. O profissional Dulcinéio Clemente agradeceu à Fundação em sua carta: “Muito obrigado à Funed por trazer tanto conhecimento e aprendizado aos agentes de endemias” e ele ainda elogiou a equipe do programa: “a equipe está de parabéns pela educação, gentileza e por utilizar uma linguagem fácil”.

E teve até cartinha de uma visitante de Campinas (SP) que aproveitou a viagem para ver a exposição. Eliana agradeceu pela experiência e pelo contato com os animais, além do aprendizado que obteve a partir da explicação dos expositores.

O programa

O Programa Ciência em Movimento foi criado em 2012 com o objetivo de difundir o conhecimento científico e tecnológico por meio de linguagem lúdica e popular. O projeto é pioneiro em Minas Gerais e o único que leva aos cidadãos mineiros informações fundamentais para o controle dos acidentes por animais peçonhentos, agravo identificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como doença negligenciada. Dessa forma, a Funed se aproxima do cidadão e contribui para a melhoria da qualidade de vida da população.

Veja mais notícias de: Destaque

Publicado em: 11 de dezembro de 2018 - 11:01