Vacina adsorvida meningocócica C (conjugada)

 

Solução injetável em frasco-ampola ou seringa preenchida

 

A vacina é composta pelo oligossacarídeo meningocócico C conjugado com a proteína CRM197 e não possui o micro-organismo causador da doença, o que a torna mais segura. É indicada para imunização ativa de crianças a partir de 2 meses de idade, adolescentes e adultos para a prevenção da doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do sorogrupo C. Esta bactéria pode causar infecções graves, às vezes fatais, como a meningite e a sepse (infecção grave no sangue – infecção generalizada).

As recomendações do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde – PNI/MS devem ser seguidas para sua utilização. De acordo com o calendário vacinal, crianças devem tomar a primeira dose da vacina no 3° mês de vida, a segunda no 5° mês e o reforço quando completar 12 meses. A partir de 2018, o PNI ampliou o uso da vacina meningocócica C con­jugada para adolescentes de 11 a 14 anos, aplicada como um reforço ou em dose única, con­forme situação vacinal encontrada. Atualmente, a Fundação Ezequiel Dias é o único laboratório público fornecedor da vacina contra Meningite C para o Ministério da Saúde. Por ano, são mais de 12 milhões de doses de vacina distribuídas.

EVENTOS ADVERSOS

São muito comuns reações no local de aplicação da vacina, como rubor, edema, sensibilidade e dor. Em lactentes, é muito comum irritabilidade, sonolência, comprometimento do sono, anorexia, diarreia e vômitos. Sonolência e cefaleia foram comumente relatas por crianças. Em adultos, mialgias e artralgias são muito comuns. Febre de 38,0 °C é comum e geralmente a febre não excede 39,1 °C.

CONSULTA ÀS BULAS DO PRODUTO BIOLÓGICO

Bula para o paciente

Bula para o profissional de saúde